• Medix banner010108 5184938c50df5487a21b8cdd80da71a08a757d41cc2f865d7d01efba76359797
  • Medix banner020108 b09c1b51313a34f59298f32d7abc82919b6929ab4909d66879958c5580f311d7
  • Medix banner030108 521f7c22e9674380550b71fa4a75c29adb3e45ca6ade96b7f9c16a04f9f0ca5f

25/04/2018

Você sabe como está a sua tireoide?

Para saber como está a sua tireoide é necessário além do exame físico, exames laboratoriais para medir os níveis do T4 livre e do TSH e em alguns casos exames de imagem, como a ultrassonografia de tireoide.

Tratamento da tireoide

A tireoide é a glândula que regula o metabolismo do nosso corpo. Ela tem forma de borboleta e fica na parte inferior frontal do nosso pescoço. É responsável pelo bom funcionamento de diversos órgãos como o coração, o cérebro, o fígado e os rins. Produz os hormônios T3 (triodotironina) e o T4 (tiroxina).

Quando a tireoide não funciona de maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo, ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Em algumas situações, o volume da glândula pode aumentar, o que é conhecido como bócio. 

Hipotireoidismo

Quando ocorre o hipotireoidismo, o coração bate mais devagar, o intestino não funciona corretamente e o crescimento, no caso de crianças, pode ficar comprometido. Confira abaixo os principais sintomas:

- Fadiga
- Constipação
- Ganho inexplicável de peso
- Sensibilidade exagerada ao frio
- Inchaço no rosto
- Pele ressecada
- Fraqueza, dor, sensibilidade ou rigidez muscular
- Esquecimentos ou dificuldade de se concentrar
- Desânimo
- Alterações no ciclo menstrual

 

Hipertireoidismo

No caso do hipertireoidismo, ocorre uma produção excessiva dos hormônios tireoidianos T3 e T4, substâncias que determinam o ritmo de funcionamento de todas as células – da cabeça aos pés. Os sintomas são diferentes:

 

- Insônia
- Diarreia
- Perda inexplicável de peso
- Suor excessivo
- Ruborização da pele
- Olhos saltados
- Taquicardia (mais de 100 batimentos por minuto)

- Ansiedade, irritabilidade ou nervosismo
- Hiperatividade
- Alterações no ciclo menstrual

 

Se pudéssemos comparar nosso corpo a um carro, a tireoide teria uma função dupla: atuaria ao mesmo tempo como freio e acelerador. Para descobrir se uma pessoa está com a disfunção, é necessário, além de consultar um médico, fazer exames de sangue e em alguns casos de imagem, como a ultrassonografia. O exame de sangue serve para medir os níveis do T4 livre e do TSH, um hormônio fabricado no cérebro que estimula a glândula. O médico Endocrinologista poderá prescrever tratamentos para regular a função da glândula, devolvendo a qualidade de vida ao paciente. É este profissional também que irá diagnosticar a presença de nódulos, que podem ser cancerígenos.

Câncer

O reconhecimento de um nódulo na tireoide pode salvar uma vida. Por isso, a palpação da glândula é de fundamental importância. Se identificado o nódulo, o endocrinologista deve solicitar uma série de exames complementares para confirmar ou descartar a presença de câncer.

Estudos apontam que 60% da população brasileira tenha nódulos na tireoide em algum momento da vida. Mas isso não significa que sejam malignos. Apenas 5% são cancerosos.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

VEJA TAMBÉM OUTRAS NOTÍCIAS:

Logo 2 4104b098ce10dcf5005062ec43aeb6178aace767dbbb130821f93847e46af852
2017 - Clínica Medix Consultas Médicas. Proibida a cópia total ou parcial do conteúdo deste site. Site desenvolvido por
Criativitta logo a1e3eace89a863e71d40384d31379ae1949d0a2aa4e88697d8ada051432751b8